• Wix Facebook page
  • Twitter Social Icon
  • YouTube clássico
  • Instagram App Icon
  • Google + reflexão

Prevenção

Prevenir as assimetrias cranianas como a plagiocefalia, a braquicefalia e a escafocefalia posicionais requer, antes de mais nada, que entendamos como essas assimetrias se desenvolvem. É o apoio excessivo, por muitas horas ao dia, no mesmo lugar da cabeça do bebê, aliado ao aceleradíssimo crescimento craniano observado nos primeiros meses de vida que leva ao achatamento da área apoiada. Para evitar o achatamento, portanto, precisamos fazer com que o apoio na cabeça do bebê mude constantemente.

Listamos abaixo as principais manobras que ajudam a prevenir o desenvolvimento dessas assimetrias cranianas:

  • ao colocar o bebê para dormir de barriga para cima, posicione a cabeça levemente virada para um lado, depois para o outro.

  • se você notar uma evidente preferência do bebê em querer virar a cabeça sempre para o mesmo lado, converse com seu pediatra sobre a possibilidade de ele ter um torcicolo congênito.

  • evite o uso exagerado do bebê-conforto, carrinhos, bercinhos diversos, etc, nos quais o bebê fica por horas apoiado na região de trás da cabeça com reduzida movimentação.

  • acostume-se a usar o canguruzinho, sling ou mesmo o colo, procurando, assim que possível, tirar o apoio da região posterior do crânio.

  • Tummy Time: colocar o bebê de bruços por alguns períodos durante o dia, sempre sob supervisão de um adulto e com o bebê acordado. Isso o ajuda a alternar o apoio e também a desenvolver a musculatura da nuca e do ombro.

 

Divulgue a amigos. Quanto mais as pessoas souberem como prevenir as assimetrias cranianas, menos bebês precisarão do capacetinho para corrigi-las. Compartilhe aqui!

.